patrocinador

Minha arte existencial


Minha arte existencial

Se minha vida é uma tela
Sei que posso pintar nela
Um mundo repleto de paz

Eu sei, felicidade se faz
Enquadro na moldura fria
Da minha rotina sombria

E o retrato das lembranças
Com cores de todas nuanças
Recebe o pincel encharcado

Sentença do crime julgado
Pintar as paredes dos muros
Prendendo sentimentos puros

Riscado no auto-retrato
Meu ego informal abstrato
De linhas e ângulos foi feito

Em busca do traço perfeito
Perdi o tempo precioso
Julgando o tom luminoso

E fiquei tão desencontrado
Sem meu pincel encharcado
E sem harmonia interior

Na tela sem dor e amor
Surgiu minha compreensão
Da maravilhosa expressão

Representa o singelo artista
Nem pop nem pós-modernista
Que tem na paixão sua musa

Que esquece a sua recusa
Recria os efeitos mais duros
Na luz dos detalhes escuros

Que não falte a inspiração
Nas formas da criação
E na arte de viver a vida

E nessa fluidez diluída
Nos tons de alegria e paixão
O sol que reflete no chão

E sob o céu de turquesa
E do verde da natureza
Eu crio com meu coração.

Wasil Sacharuk