Canção do Desengano

Canção do Desengano

Não sei se deu canção dessa sina
Sequer se fiz bolero ou milonga
Experimentei soprar a ocarina
Depois toquei viola e bati conga

Não sei se deu canção do desatino
No solo em desalinho e contramão
Toquei destino em solo de violino
Num chão de contrabaixo e violão

Talvez essa melodia não seja bela
Eu compus assoviando na janela
Onde escrevi canção do desengano

E encaixei a letra na cadência
Pensando nessa tua insistência
De não cantar comigo ao piano.

Wasil Sacharuk

Esse site é apoiado por INSPIRATURAS