Ídolo de Barro

Ídolo de Barro

No vaso gigante de barro
Há mais um ídolo que pende
E corre o perigo iminente
Do nivelamento pendente

Consciência perdida num jarro
Coletivo consciente descrente
Na guerra demente de escarro
De mais um ídolo que mente

Se toda a crença é diferente
Se cada qual tem seu sarro
Qual delas é mais coerente
Em qual delas me agarro?

Wasil Sacharuk

Esse site é apoiado por INSPIRATURAS