ESTRADA - acróstico




ESTRADA - acróstico

Era o caminho que eu sempre tomava
Solo acidentado por entre ruínas
Torto pelos conflitos das minhas sinas
Rimando pelas pedras onde eu pisava
Até ousava o canto em outra oitava
Duzias de gnomos e fadas meninas
Alçavam o meu salto por sobre as minas.

Wasil Sacharuk

Esse site é apoiado por INSPIRATURAS