patrocinador

Sem grilhões

Sem grilhões

Pasárgada é terra habitada
Pela paçoca das letras belas
Dos poetas sem grilhões

Eles existem aos milhões
Fugitivos de suas celas
Para a musa idolatrada

E lá não há letra calada
Sejam gritantes ou singelas
Elas dão voz aos corações

Enaltecendo as sensações
E partilhamos a luz de velas
Toda a palavra encantada.

Sacharuk